A operação de reflutuação do navio Haidar já permite a exposição de parte da embarcação no Porto de Barcarena/ Foto: Praticagem da Barra

O navio Haidar, que afundou no Porto de Barcarena com 5 mil cabeças de boi vivo, aos poucos reflutua. A operação segue com a ajuda de um gerador de energia, entre outros equipamentos, que ficou ligado durante toda a noite da última quarta para garantir a reflutuação de forma lenta e sem problemas para a estrutura do porto e da própria embarcação. Segundo informações da Praticagem da Barra, falta pouco para resolver o problema e liberar essa parte de porto para outras operações. Pelas imagens enviadas à coluna, os técnicos responsáveis pela operação conseguiram vedar algumas áreas do navio de modo que a injeção de ar no interior da embarcação tem surtido resultados positivos.

Na Emater, “ajoelhou
tem que rezar, irmão”

Cada vez mais valente, sem critérios ou justificativas, a obreira Lana Reis, que preside  a Empresa de Assistência Técnica e Extensão do Rural do Estado do Pará, a Emater passou a transferir servidores que não rezam pela universal cartilha de seus gurus políticos. A mais recente vítima foi uma humilde servidora de Altamira, transferida para município distante sem qualquer planejamento. O clima na empresa é de verdadeiro terror.

Fala que te escuto

Lembra o suposto tecnólogo, obreiro da Universal nomeado diretor da Emater que caiu recentemente em razão da suspeita de diploma falso? Pois é, trombeteia aos quatro ventos que “não vou cair sozinho não; vou levar gente comigo”. O que o moço teria a dizer?

Choro de professores
tem data marcada

Em se tratando da questão salarial dos professores, uma coisa parece certa diante do comovente “empenho” de suas excelências os deputados estaduais, da prolixa nota oficial do governo e o vergonhoso e sepulcral silêncio do ex-combativo Sintepp: os profissionais da educação do Pará só descobrirão, de fato, quem fala e quem falta com a verdade na hora de receber os contracheques de outubro. Vai faltar lenço para tanta choradeira.

Globo segue caindo
ladeira abaixo

Com o ibope mais baixo de sua história e, consequentemente, 78% de queda na arrecadação publicitária em 2020, além de demissões indiscriminadas, a Rede Globo de Televisão derrete seu antes intocável prestígio a ponto de passar a cobrar pelo lanche que sempre serviu a funcionários durante a madrugada. Quem te viu…

Papo Reto

  • A “Operação Balada”, deflagrada ela PF para reprimir o tráfico de armas e drogas em Uberlândia, Minas Gerais, teve desdobramentos em Goiás, Rio de Janeiro, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Alagoas, Tocantins, Espírito Santo e, claro, o Pará.
  • Nas comemorações dos 155 anos, o Museu Goeldi anuncia novos projetos e o plano de reabertura do Parque Zoobotânico ao público, prevista para dezembro deste ano.
  • Apresentando 14 histórias de terror com um toque de realismo fantástico em cenários paraenses, o livro “Nem Te Conto” é a obra de estreia da jornalista Iaci Gomes.
  • Após o sucesso dos contos no Twitter, a autora traz ao público novas histórias, ilustrações inéditas e também reedição dos contos já conhecidos dos seguidores.
  • Bem feito. O governo federal enquadrou 627 mil sabidinhos a devolverem o auxílio emergencial recebido indevidamente.
  • Aneel aprovou o leilão para contratação emergencial de energia proveniente de fontes eólica, solar, fotovoltáica, além de termelétrica a diesel, óleo combustível, biomassa e gás natural.
  • O Ministério Público de Minas Gerais imprensa as mineradoras para que paguem a bagatela de R$ 2,5 bilhões para indenizar as 1, 3 mil famílias de Mariana.
  • A Anvisa aprovou novo teste de diagnóstico para Covid-19. É o Kit Elisa Covid-19 IgG, que tem entre outras características o fato de ser mais sensível para detectar o novo coronavírus do que os exames rápidos.

Deixe o seu comentário