Dono do Hospital Santa Terezinha, que irá substituir Hangar na pandemia é pai de procurador do Estado

Divulgação

Dia 17 de setembro, de 2021, 8:25 horas

O anúncio do governo do Estado de que aos poucos irá desmobilizar o hospital de campanha montado no Hangar, em Belém, foi recebido com preocupação por parte da população que ainda se sente ameaçada pela doença. Em vão. O grupo técnico-científico que monitora a pandemia no Pará segue antecipando resultados com até 15 dias para nortear decisões do governador e garante que os índices de internações, muito por conta da vacinação, continuam em tendência de queda, autorizando a desmobilização do Hangar e redefinindo medidas para a retomada dos serviços normais de saúde.

Base de dados

Além do mais, o governo do Estado já chancelou o Hospital Santa Terezinha, em Nazaré, para receber pacientes de Covid-10, em substituição ao hospital de campanha do Hangar. Com capital social inscrito no valor de R$ 126 mil, o Hospital Santa Terezinha aparece na base de dados do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica com o nome de Saúde & Imagem Clínica e Diagnóstico Ltda., qualificado com 22 sócios e em nome de Edmar Acatauassu Freire, que vem a ser pai do procurador do Estado Omar Farah Freire.

“Operação City tour”

O Comando de Policiamento Especializado da Polícia Militar lança nesta manhã, na Escadinha do Ver-o-Peso, a primeira edição da “Operação City Tour”, que prevê garantir segurança à população paraense e em especial aos turistas que visitam a cidade de Belém nos dias que antecedem o Círio de Nazaré. Idealizada e criada pelo novo comandante do CPE, coronel Carlos Dória, trata-se de operação de cunho estratégico e operacional, e conta com dezenas de viaturas, motocicletas e 100 para ações de abordagens a suspeitos

Protesto no Ver-o-Peso

Reportagem do Bom dia Pará, da TV Liberal, na edição desta manhã, reportando sobre o protesto de trabalhadores da feira do peixe do Ver-o-Peso pela queda de 90% nas vendas por conta da Síndrome de Haff acabou revelando o “lado sanidade zero” da venda a céu aberto, sob os olhos vendados do governo do Estado, em razão de acordos eleitoreiros. Vale dizer que o Mercado do Ver-O-Peso, onde, bizarramente, quem dita as regras da comercialização é o cartel dos balanceiros, é o único no Brasil que funciona à revelia de ostensivas fiscalizações sanitárias.

Sabendo usar

Está complicada a vida de quem sustenta a família vendendo peixes no Ver-O-Peso e outros pontos de comercialização do produto. Como reina o império da desinformação, o corte radical no consumo de pescado parece ter virado o caminho natural da população para fugir da doença da “urina preta”. Há de se ressaltar que, em caso de peixe de cultivo – que passa no processo de inspeção municipal, estadual ou federal – mesmo rigor aplicado à pesca industrial – não existe nenhum caso de contaminação identificado no mundo. 

Dança dos precatórios

O Senado, sob a articulação do presidente Rodrigo Pacheco e do líder do governo, Fernando Bezerra, já trabalha na criação de uma proposta de consenso para os precatórios. Um grupo técnico vai discutir alternativas à PEC e ao CNJ. A análise da proposta pode ter seu rito abreviado na Câmara, conforme o presidente Arthur Lira. Aliás, ganha força no governo um plano para quitar os precatórios integralmente e retirar a despesa do Teto A ideia é apoiar a aprovação da PEC elaborada pelo deputado Marcelo Ramos para flexibilizar a regra fiscal.

Dia do caminhoneiro

A Hidrovias do Brasil promoveu, na última quinta, em parceria com outras empresas do setor logístico, ação em homenagem ao Dia do Caminhoneiro, voltada para valorizar a categoria profissional. Durante a programação, ocorrida no Posto Mirian, localizado no município de Barcarena, foram ofertados serviços de vacinação, aferição de pressão, exames de doenças virais, glicemia e abordagem sobre saúde mental alusiva à campanha do Setembro Amarelo, além da entrega de lanches e brindes sustentáveis.

  • A programação do Círio de Nazaré ainda depende das tais variáveis decorrentes da pandemia de Covid-19, mas a Prefeitura de Belém já sinaliza positivamente para o Carnaval-2022.
  • Cresce a olhos vistos a obra de ampliação de um grande hospital em Ananindeua, cidade com cerca de meio milhão de habitantes e capaz de eleger um candidato estadual com 100 mil votos.
Divulgação
  • O Remo vai enfrentar o Guarani de Campinas sem a sua estrela da hora. O atacante Vítor Andrade (foto), o “reserva de Neymar” nos tempos de Santos, foi substituído no segundo tempo do jogo contra o Avaí, mas acabou expulso, no banco, por ofensas ao árbitro da partida.
  • A desembargadora Maria Nazaré Saavedra Guimarães estreou no mundo das letras, na última quinta, ao lançar o livro “Direitos Humanos no Cotidiano Jurídico: A Violência Contra a Mulher – um estudo comparativo entre as legislações do Brasil e da Argentina”.
  • A oposição aposta que a votação do relatório da CPI da Covid impulsionará as manifestações contra Bolsonaro em 2 de outubro. A previsão do relator Renan Calheiros é votar o parecer até o dia 29 deste mês.
  • O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, foco principal dos conflitos entre Bolsonaro e a Corte, pediu vista e suspendeu o julgamento sobre o marco temporal de demarcações de terras indígenas.
  • O governo enviou ao Congresso projeto que prevê cortar benefícios fiscais em mais de R$ 22 bilhões, segundo a Secretaria-Geral da Presidência. A medida estava previsto na Proposta de Emenda à Constituição Emergencial.

O Senado vai se concentrar nos próximos dias na privatização dos Correios, nas reformas Tributária e Administrativa e no pleito de 2022.

  • O projeto que estende até 2026 a desoneração da folha de pagamentos de 17 setores deve ser vetado pelo presidente Jair Bolsonaro se não houver mudança no texto aprovado pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara compensando perdas de arrecadação.

Deixe o seu comentário