Divulgação

Delegado nega atendimento a pai divorciado que
teve filho supostamente espancado pela mãe

Dia 13 de setembro, de 2021, 18:30 horas

Pai de menor de 12 anos de idade recebeu o filho no final de semana e se deparou com o pior: o menino apresentava um hematoma nas costas, abaixo do ombro esquerdo. Questionada, a criança relatou que apanhara da mãe com um cinto. No sábado, o pai procurou a Data, onde funciona o Núcleo de Atendimento Integrado, foi recebido pelo delegado Galende, a quem pediu providências e encaminhamento para exames de corpo de delito, mas  não foi atendido. O policial de plantão informou que o Núcleo não faz esse tipo de encaminhamento durante os finais de semanas e o orientou a retornar segunda-feira, dando o caso por encerrado. Pergunta: para que servem os plantões, mesmo?

Jarbas Vasconcelos, um
homem de linha de frente

Em linha direta com a coluna, o superintendente do Sistema Penal, advogado Jarbas Vasconcelos (veja o link) informa que sempre esteve à frente de todas as operações mais difíceis do sistema. “Nunca fui um gestor de gabinete: nem no meu escritório, nem na OAB e não o seria na Seap. Os resultados estão aí: o Sistema Prisional do Pará é, hoje, um dos melhores do Brasil”, afirma. “Você sabe que sempre fui plural em tudo o que faço e procuro continuar sendo fiel a este caminho”, completa Jarbas. Falou e disse.

Bolsonaro cobra redução
no preço de combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro cobrou do ministro da Economia, Paulo Guedes, que resolva o problema do preço do gás e do combustível e encontre uma forma de melhorar os “resultados econômicos” para pavimentar seu caminho de reeleição.

Terceira via

A chamada terceira via foi às ruas no domingo, com público muito menor do que os atos pró-governo de 7 de Setembro. Presidenciáveis como Ciro Gomes, João Doria e Luiz Henrique Mandetta participaram. Pesos pesados do PIB nacional, entre eles Horácio Lafer Piva, José Olympio Pereira, Fábio Barbosa e Antônio Moreira Salles voltaram à avenida Paulista pela primeira vez desde os atos pelo impeachment de Dilma Rousseff.

Está no DNA

Ontem, o diretor da Eurasia Group, Christopher Garman, avaliou que Bolsonaro fez um recuo tático na querela contra ministros do Supremo tribunal Federal, mas seria apenas “uma trégua temporária”. Para Garman, o presidente deve elevar de novo a retórica política: “Faz parte do DNA dele, foi como ele foi eleito e é uma demanda da sua base”.

Deixe o seu comentário