Insatisfação se alastra entre
prefeitos do MDB: governo
só tem olhos para os aliados.

Divulgação

Quinta-feira, 8 de julho de 2021

Não são poucos e nem se manifestam abertamente – para evitar ouvir que a porta é a serventia da casa – os prefeitos do MDB que andam contrariados com o tratamento que vêm recebendo do governador Helder Barbalho (foto, em Bragança). Assim, meio que enciumados, consideram que prefeitos de partidos aliados – PL, PDT, PSD – e até de partidos nanicos,  que compõem a base de sustentação do governo são tratados a pão de ló, isto é, com atenção e regalias que convêm para mantê-los  comprometidos com o projeto de reeleição do governador, enquanto “os santos de casa” vivem à míngua.

A ver navios

Empresários do transporte fluvial reclamam da defasagem dos preços das passagens, congeladas há seis anos, ante os preços dos combustíveis e custos com pessoal, que não param de crescer. Nos últimos anos, os serviços no setor vêm melhorando, principalmente nos municípios do Marajó, Baixo Amazonas e Tocantins, com embarcações mais rápidas e seguras, mas os preços dos serviços não compensam, ensejando a prática de excesso de cargas e passageiros, que comprometem a segurança do sistema e a vida de passageiros.

Moda Maluf

A Prefeitura de Belém projeta criar uma bacia de retenção de águas pluviais na intercessão dos canais da Quintino e Dr. Moraes, que ladeiam o novo complexo do Grupo  Líder, na avenida Fernando Guilhon, que há décadas sofre com alagamentos. O projeto prevê criar uma área de lazer, esporte e recreação para as famílias de baixa renda que habitam no entorno da área alagada, ao mesmo tempo em que irá absorver o excesso das águas das chuvas, como nos “piscinões” criados prefeito Paulo Maluf, em São Paulo.

Não há médicos

Passa julho, entra julho e os consultórios médicos começam a avisar aos pacientes que nas próximas sextas-feiras “o doutor não vai atender”. Em uma clínica particular de exames de olhos, em Belém, mesmo pagando e em plena terça-feira, cliente recebeu a seguinte e longa explicação, senão desculpa: “Seu resultado só sai na quinta da semana que vem, pois o especialista só vem uma vez por semana nesta época. Ele vem, faz os laudos e volta para as férias com a família. Quem opera os equipamentos são os próprios funcionários”.

Dinheiro fácil

A terrivelmente escandalosa ampliação de alguns hospitais particulares em Ananindeua, município da Região Metropolitana de Belém, dão a medida certa para duas avaliações, digamos, desinteressadas: saúde dá muito dinheiro – e rápido; outra, com tantos hospitais particulares operando politicamente, o município pode ir tirando o cavalinho da chuva que, tão cedo, não terá um pronto-socorro para chamar de seu.

Porto Dias

A família Porto Dias vendeu 70% do hospital que leva seu nome, em Belém, para o Grupo Mater Dei, pela bagatela de R$ 800 milhões em dinheiro, ficando com 7% de participação, no negócio, o que representa algo em torno de R$ 5,8 bilhões na Bolsa. O acordo garante à família direito de compra e venda dos 30% restantes daqui a cinco anos a um desconto de 20% do múltiplo que a Mater Dei estiver negociando na época, além de continuar à frente da gestão do hospital, inclusive com assento no conselho da Mater Dei.

PF adquire Abis

A Polícia Federal do Brasil adquiriu o sistema de identificação digital e facial Abis, o mesmo utilizado pelo FBI, nos EUA A PF informa que o Abis vai “proporcionar a unificação de dados das Secretarias de Segurança Pública de todo o País”, possibilitando às polícias estaduais acesso a uma base biométrica nacional. Além da identificação digital, o sistema faz a leitura da íris dos olhos, que é única em cada ser humano. A ferramenta era uma pretensão antiga do órgão, sempre negada em razão de “pendências junto ao TCU”. 

Mais ricos

A população total de milionários no mundo cresceu 6,3% em 2020 e já ultrapassa a marca de 20 milhões de ricaços, segundo estudo sobre a riqueza divulgado pela Consultoria Capgemini, sediada em Paris. Impulsionada por fortes estímulos governamentais, a América do Norte ultrapassou a Ásia-Pacífico como a região com a maior população de milionários, depois de ficar para trás nos últimos cinco anos. No final de 2020, a América do Norte registrou aproximadamente 7 milhões de indivíduos com mais de US $ 1 milhão em ativos, aumento de 10,7% em relação ao ano anterior. 

Menos ricos

A taxa de crescimento da Ásia-Pacífico, de 5,8%, foi apenas metade da América do Norte e a população total de milionários da região ficou em 6,9 milhões. A Europa teve aumento anual de 2,8% para reivindicar 5,4 milhões de milionários em 2020. A América Latina foi a única região a ter um declínio na população milionária, onde este segmento encolheu 4%. Em todo o mundo, a riqueza milionária combinada cresceu 7,6% ao ano para US $ 79,6 trilhões dólares em 2020. 

  • A prefeita de Ponta de Pedras, Consuelo Castro, colou na ministra Damares Alves, em Soure, em nova etapa do programa Abrace o Marajó e, de mulher para mulher, conseguiu alguns bons benefícios para o município.
  • A Coordenação dos Juizados Especiais Federais e o Centro Judiciário de Conciliação programam para 2 a 13 de agosto o terceiro Mutirão de Audiências Virtuais de Conciliação e de Instrução e Julgamento do Juizado Especial Federal Cível de Belém.
  • Serão apreciados cerca de 1 mil processos, dos quais 350 em tramitação na 8ª Vara, 350 na 11ª e 300 na 12ª, todos exclusivamente de ações de natureza previdenciária.
  • Pela primeira vez, haverá a participação de 126 autores desacompanhados de advogados, faculdade permitida para quem ingressa com ações em que ritos processuais mais simples permitem maior rapidez nos julgamentos.
Divulgação
  • Proposta do vereador Antônio Armando Jr (foto), do Partido Solidariedade, prevê a inclusão de QR Code nas placas de obras públicas municipais.
  • A iniciativa visa garantir que a população tenha fácil acesso a informações sobre valor de obra, projeto, previsão de entrega e empresa responsável pela execução de obras.
  • A Sinobrás e a Redes-Fiepa renovaram parceria de apoio ao desenvolvimento de fornecedores, com capacitações, rodada de negócios e ações de estímulo ao empreendedorismo.
  • O Hapvida lançará, em breve, mais uma novidade: as plataformas Super App e Superportal. Pelo canal, os clientes poderão contar com um chat para guiá-los desde as primeiras solicitações de aquisição do plano, até o final do atendimento, na compra de medicamentos e solicitação de exames.
  • Reunião com a empresa Davati, apontada como envolvida em irregularidades na compra de vacinas, foi encaixada na agenda de Bolsonaro por um coronel da reserva, Hélcio Bruno de Almeida, presidente do Instituto Força Brasil.
  • A privatização dos Correios pode ser votada antes do recesso, disse seu relator, deputado Gil Cutrim. No Senado, a promessa é votar o PL do IR e Correios antes do recesso.
  • Falta de acordo entre os senadores Rose de Freitas, do MDB, e o colega Ângelo, do PSD, que disputam a presidência da CMO, pode impedir sua instalação e prejudicar a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias.O governo federal trabalha para enviar a proposta ao Congresso antes do recesso, segundo cronograma considerado pelas equipes que elaboram o texto.

Deixe o seu comentário