A presidente do TCM, Mara Barbalho, terá em caixa quase R$ 30 milhões extras para gastos diversos a menos de 45 dias final do ano. O valor é mais que o dobro dos recursos a serem repassados para a Secretaria de Transporte/Divulgação.

O Diário Oficial do Estado publica hoje o Decreto nº 2019, pelo qual o governo do Pará abre crédito suplementar no orçamento fiscal e da seguridade social – por excesso de arrecadação – no valor de R$ 54,5 milhões em favor de órgãos da administração pública, incluindo o Tribunal de Contas dos Municípios, o TCM, que tem na presidência a conselheira Mara Lúcia – ela não costuma usar o nome Barbalho -, irmã do senador Jader Barbalho e, portanto, tia de Helder Barbalho. Chama a atenção na publicação oficial o fato de o TCM encabeçar a lista de órgãos beneficiados com a medida: são três repasses – R$ 10 milhões, R$ 4.994 milhões e R$ 15 milhões -, totalizando quase R$ 30 milhões de dinheiro extra, mais que o dobro do valor direcionado para a poderosa Secretaria de Transporte.

Fim de ano, hora de
trocar os móveis da sala

Aliás, pelo Diário Oficial de hoje se sabe que o TCM se prepara para “trocar os móveis da sala”, medida que, fique claro, nada tem a ver com a dinheirama extra que vai entrar. A presidência do Tribunal comandado pela conselheira Mara Lúcia publica aviso de licitação, modalidade pregão eletrônico, tipo menor preço para aquisição do mobiliário das salas dos conselheiros, presidência, controladoria, plenário e até o Galpão do TCM, com abertura prevista para as 8 horas do próximo dia 10 de dezembro. Habilite-se; é dinheiro na mão.

Deixe o seu comentário