Belém, segunda-feira, 29 de março

colunaolavodutra.com.br

Comando Vermelho divulga áudios
e expõe negociações com o Estado

Divulgação

Que o governo do Pará, através da Secretaria de Administração Penitenciária, comandada pelo ex-presidente da OAB Jarbas Vasconcelos, negociava com o Comando Vermelho não era novidade para ninguém. O que não se sabia era a forma dessa negociação: reunião, por telefone, no presídio, com a “participação especial” do líder da organização criminosa, Leonardo, que estava foragido, para “ajustar procedimentos”. No telefone oficial estava ninguém mais do que o tenente-coronel Vicente Neto (foto), diretor de Operações da Seap.

Que inteligência!

Esse episódio, que explodiu nas redes sociais sábado, tem tudo para entrar para a história da Segurança Pública do Pará. Afinal, o Serviço de Inteligência do Pará parece ter sido “grampeado” pelo Comando Vermelho, a quem se atribuem os áudios divulgados e prontamente negados, em nota oficial, pela Seap, com um adendo: a Secretaria, atordoada, assaca contra o governo Simão Jatene para se isentar de culpa e de se explicar à sociedade.

Quem manda

O que a Secretaria não explica é a inércia contra o Comando Vermelho na atual gestão, que já resultou em três policiais penais assassinados em 2020 e mais cinco mortos nos primeiros nesses primeiros três meses de 2021, além de sete policiais feridos e 13 que sofreram ameaças. O que dizer de uma gestão que tem em seu currículo a maior chacina penitenciária do País em densidade carcerária – Candiru foi a maior em números absolutos – e maior da história do Pará, com 58 presos mortos? Não cabe uma CPI na Alepa? 

Divulgação

Nas alturas

De quem foi a brilhante ideia de expor ovos de páscoa dependurados sobre nossas cabeças naqueles túneis de chocolates (foto) inacessíveis à maioria dos mortais? À maioria dos mortais paraenses, cuja média de altura é a segunda menor do Brasil, entre os homens, e a mais baixa entre as mulheres. Veja o caso de um coleguinha – tão bom que dispensa a citação do nome, aqui -, ao tentar levar um mimo para sua amada nesta Páscoa.

Baila comigo

Conta ele: “Eu, com meu 1,73m, pouquíssimo acima da média paraense e abaixo da nacional, tive que ficar na ponta dos pés, como uma bailarina obesa, tentando escolher uma opção mais barata. Sim, porque pertinho dos olhos e ao alcance das mãos estão apenas os ovos caríssimos. O Formosa ainda não entendeu que a Páscoa celebra a ressurreição de Cristo, e não a ressurreição da hérnia de disco. Aff Maria!”.

Dois pesos

Jornalistas encarregados da cobertura da pandemia no Estado denunciam suposta preterição por parte da Secretaria de Saúde. A Sespa estaria emitindo dois boletins distintos: um para determinados veículos de imprensa e outro para esses profissionais. Segundo eles, só isso explica o fato de certos veículos publicarem informações exclusivas sobre o número de internações na rede hospitalar, às quais não tiveram acesso.

Sábias palavras

Como diria o falecido senador Jarbas Passarinho, “a gratidão é um fardo que se despacha na primeira esquina”. É o caso do atacante Nícolas, do Paysandu, que estaria negociando sua ida para o Vasco da Gama “por trás dos panos”. Quando chegou ao time bicolor, onde está há dois anos, Nícolas era um ilustre – senão obscuro – jogador, apenas com passagens por equipes do interior gaúcho e catarinense. Fez fama em Belém e, agora, sequer se dignou a expor seu interesse pelo Vasco junto ao clube que o projetou no cenário nacional.

Mera quimera

Em que, afinal, se resumiu a secretaria responsável pela pesca no Pará? Se política pública capaz de induzir os atores da atividade – produtores, vendedores, indústria e supermercados – a oferecer pescado farto nesta época a preço acessível à maioria da população é mera quimera, restou-lhe o obscuro papel de “intermediário de luxo”, como diz um supermercadista de Belém. Com a oferta de pescado travada pelo infeliz decreto do governo, até os preços da “feira oficial” ficaram salgados.

Perdas e danos

Causou imensa surpresa, e deve render uma debandada de votos de eleitores na região da Transamazônica, o discurso do deputado Eraldo Pimenta, do MDB, favorável à obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19. Explica-se. Eraldo é bolsonarista e atua entre pessoas que tiram dinheiro do próprio bolso para homenagear, com outdoors e outros mimos, o presidente que, por sua vez, abomina a vacina e sua obrigatoriedade.

Menos grau

Empresários do trade turístico de Salinópolis seguem retraídos pela pandemia, mas  aguardando dias melhores. Eles pedem a saída do secretário de Turismo, Júlio Porto Grande, porque, dizem, depois de quatro anos, o setor se mantém engessado. Estratégicos e necessários, o plano e o Conselho Municipal de Turismo nunca saíram do papel, por isso defendem a nomeação de um secretário “menos graduado” e mais experiente.

CNH pendente

Condutores de veículos que estiverem com pendências na regularização da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e de veículos terão os prazos prorrogados por tempo indeterminado. A Portaria do Conselho Nacional de Trânsito foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União da última sexta-feira a pedido do Detran e vale para todo o Estado. A medida refere-se a prazos de processos e procedimentos de serviços de trânsito, e se integra às iniciativas de enfrentamento à pandemia de Covid-19.

Veja mais

A prorrogação se aplica à renovação de CNH e à Autorização para Conduzir Ciclomotor vencidas dia 1º de março; prorroga prazo para registro e licenciamento de veículo; transferência de automóveis novos adquiridos desde 12 de fevereiro de 2020; prazo para apresentação de defesa prévia; apresentação de recurso de multas e de recursos em processos de suspensão do direito de dirigir e de cassação do documento de habilitação, por tempo indeterminado. O Detran suspendeu o atendimento presencial dia 8 de março. 

  • A intromissão do maior operador no Pará no âmbito do Instituto de Previdência do Estado, o Iasep, tem atrasado o pagamento de serviços contratados em até doze meses.
  • Dizem, inclusive, que os processos andam a 20% – perdão, a 20 quilômetros por hora -, mas, mesmo assim, é muito tempo para quitar valores de diárias negociadas com hospitais em meio à pandemia.
  • Sem querer meter o bedelho, a coluna sugere, já, uma blitz das autoridades sanitárias nesses negócios de manipulação de alimentos na Grande Belém.
  • Além dos manipuladores, os próprios entregadores de alimentos via delivery se apresentam mal, não usam luvas, mas vivem trocando comida por dinheiro aqui e ali.
  • A Academia Paraense de Jornalismo continua com a sua diretoria em reunião virtual, mas estrutura programações que devem começar em abril, a partir de 7, dia dedicado ao Jornalista.
Divulgação
  • Nessa oportunidade, a presidente Franssinete Florenzano (foto) irá instituir a Medalha Comemorativa dos 25 anos da Academia, que transcorreu em outubro do ano passado.
  • O TJ abriu inscrições aos interessados em participar da cerimônia de casamento comunitário que costuma encerrar a Semana Estadual da Conciliação no Pará.
  • A Justiça Federal no Pará julgou 241 mil processos durante um ano do funcionamento do Plantão Extraordinário. Desse total, 226.451 foram julgados em 240 dias úteis, média de 944 demandas apreciadas por dia útil.
  • O Conselho Regional de Psicologia do Amapá acaba de adquirido imóvel próprio. Vai funcionar nas dependências do Sindicato dos Urbanitários, em Macapá.
  • O Hospital Ofir Loyola concluiu com sucesso mais uma cirurgia com o paciente acordado e com testes neurofuncionais do cérebro para a retirada de tumor intracraniano.
  • Flanelinhas, lavadores de carros e vendedores de picolé transitam sem dar a mínima para o isolamento nas imediações da Igreja da Trindade, Centro de Belém.
  • Os pubs na Inglaterra deverão exigir atestado de vacinação para permitir a entrada de clientes. A ideia partiu do primeiro ministro Boris Johnson, que, contudo, deixa a adoção da medida a critério dos donos dos bares.
  • O paciente, um entregador de delivery de 30 anos de idade, sofria com epilepsia há dez anos em decorrência da lesão tumoral. A cirurgia é indicada para casos de epilepsia refratária, ou seja, que não melhora com os remédios.
  • O Hospital Ofir Loyola está com edital aberto para a contratação temporária de quatro médicos para atuarem nos serviços de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.
  • O chamamento é executado pelo próprio hospital, por meio de uma comissão. O edital terá validade de seis meses, podendo ser prorrogado por igual período.
  • O prefeito de Bragança, Raimundo Oliveira, o Raimundão, testou positivo para Covid-19.
  • Até hoje, o Sistema Penitenciário do Estado não construiu um presídio sequer. Também, pudera: com os índices da criminalidade descendo a ladeira, segundo os dados da Segup…

Compartilhe:

Deixe o seu comentário