As instalações da empresa em Bragança, com laboratório de solos, oficinas, câmara fria e hospedagem para 60 pessoas estão parcialmente desativadas, quando poderiam atender produtores da região/Foto: Redes Sociais-WhatsApp.  

O maior problema da Emater no Escritório Regional de Bragança não são os reagentes químicos prestes a vencer, conforme noticiado pela coluna, mas o fato de que, mesmo possuindo ótima estrutura – laboratório de solos, agroindústria para beneficiamento de leite e frutas, restaurante, auditório para oficinas, 60 vagas de hospedagem e câmara fria – está há cinco meses sem energia elétrica, abandonado feito elefante branco. O detalhe dramático é que, como até certificação da Adepará a unidade possui, bem que poderia ser disponibilizada para produtores rurais beneficiarem suas frutas e venderem polpas para a merenda escolar na região. É o que dá trabalhar sob o lema universal da caça ao voto.

Silêncio, uso e abuso
da velha “casa de Noca”

A atual direção da Empresa de Extensão Rural do Pará vem sendo bombardeada com denúncias de má gestão, inclusive com ameaça de fechamento de escritórios regionais – como no caso de Monte Alegre, no oeste do Pará -, perseguição a servidores que não rezam pela mesma cartilha e até de sobrepor o interesse político ao administrativo, mas não dá um pio para provar o contrário. Não se trata aqui do infame jargão segundo o qual “quem cala, consente”. Nada disso. Tudo indica que a empresa se vale do silêncio para agir e fazer o que bem entender da máquina pública, valendo-se dos favores da casa de Noca.

Planejamento de ações
para 144 municípios

O Grupo de Trabalho do Plano de Assistência Técnica e Extensão Rural, o Proater, se reuniu ontem, sexta, para iniciar o planejamento de ações da Emater no ano que vem. Pronto: a empresa está se planejando para 2022, mas sem prestar contas do que faz neste ano – o que deixa de fazer, ou o que faz de errado é publico e notório. O grupo de trabalho é quem define as orientações para que cada um dos escritórios da empresa elabore seu plano de assistência técnica. Resta saber quantos escritórios resistirão ate lá.

Matérias relacionadas

Presidência da Emater instala sindicância sem medo
de comprometer até mesmo governo Helder Barbalho

(Veja o link): https://colunaolavodutra.com.br/presidencia-da-emater-instaura-sindicancia-sem-medo-de-comprometer-ate-mesmo-governo-helder-barbalho/

Game over: direção da Emater esboça plano
de fechar escritório de apoio em Monte Alegre

(Veja o link): https://colunaolavodutra.com.br/game-over-direcao-da-emater-esboca-plano-de-fechar-escritorio-de-apoio-em-monte-alegre/

Deixe o seu comentário