Projeto iniciado dois anos atrás já identificou quase R$ 250 milhões que não foram sacados pelos respectivos reclamantes/Foto: Ascom8.

Programa desenvolvido pelo TRT do Rio Grande do Norte resgata valores arquivados juntamente com os processos. Interessados devem procurar o advogado da causa ou o próprio Tribunal, através de seus canais eletrônicos.

O Tribunal Regional do Trabalho da 8º Região está em busca de pessoas que entraram com causas trabalhistas, ganharam, e ainda não sacaram todos os valores a que têm direito. A iniciativa é do “Projeto Garimpo” e visa resgatar valores que foram arquivados juntamente com os processos. O projeto iniciou em 2019 e, desde então, já encontrou mais de R$ 240 milhões que não foram sacados pelos reclamantes.

Com o levantamento feito durante a Semana de Conciliação e Execução Trabalhista, o Tribunal repassou o valor de R$ 60 milhões para as varas do trabalho, que devem ser encaminhados aos seus reclamantes. Mas, como o interessado pode fazer uma busca e saber se tem algum valor a receber? Basta procurar o advogado responsável por sua causa. Caso isso não seja possível, procurar a vara em que processo foi encaminhado, munido de um documento oficial com foto. Outra opção é solicitar via e-mail.

O Sistema Garimpo foi desenvolvido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (RN) e nacionalizado por meio de um acordo de cooperação. A ferramenta localiza depósitos recursais, honorários periciais e alvarás não sacados por empresas, advogados ou peritos em processos que já foram arquivados. Também são filtrados pelo sistema os processos solucionados por meio de decisão judicial, mas que ainda continuam inconclusos por falta de iniciativa das partes que, mesmo notificadas, não comparecem às Varas ou aos Tribunais para sacar seus alvarás.

Deixe o seu comentário