Suposta “nova política” do Sistema Carcerário do Pará priva o cidadão de informações sobre o que ocorre “por detrás dos muros”. Contudo, o superintendente Jarbas Vasconcelos haverá de providenciar a atualização, para dar transparência em tempo real do sistema/Divulgação.

Não se entende como a Secretaria de Administração Penitenciária do Pará está tirando nota zero quando o assunto é transparência. Isso porque o “Seap em números”, espaço disponibilizado no site da Secretaria para divulgar os números do sistema carcerário paraense está totalmente desatualizado, ao contrário do que ocorria em gestões anteriores, quando os números eram religiosamente atualizados todo mês. A última atualização do “Seap em números” ainda é de fevereiro de 2021, portanto, praticamente há um ano.  Convenhamos, com todo o respeito, já passou da hora de uma nova atualização – ou será que a não divulgação faz parte da “nova política” carcerária do Estado?

Sindilojas muda de
mãos para resgatar status

Depois de algumas décadas dirigindo o Sindilojas Belém, a família Colares vai entregar a direção ao empresário Eduardo Yamamoto, eleito com a tarefa de resgatar o status da entidade, abatida por mudanças nas leis trabalhistas e arrecadatórias que levaram à insolvência a maioria dos sindicatos do País.  O novo presidente vai encontrar um sindicato sem força política e arrecadação pior, embora o setor seja o maior empregador do Estado. Unir as forças dos shoppings com o comércio de rua, modernizar as relações entre empregador e empregado, promover a interface sindicato e poder público serão árduas tarefas da nova diretoria.

Deixe o seu comentário