Igeprev mantém ritmo da gastança, mesmo que serviços encomendados fiquem a meio caminho

Divulgação

Dia 23 de setembro, de 2021, 12 horas

Pode-se dizer que o Instituto de Gestão Previdenciária do Pará, o Igeprev, tem dinheiro saindo pelo ladrão, tamanha é a gastança. Não faz tempo, o presidente Giussep Mendes chancelou o repasse de R$ 4 milhões à Secretaria de Comunicação do governo para a operacionalização do recadastramento de beneficiários do Instituto que, pelo que se diz, estacionou no meio do caminho. Ontem, outra canetada do presidente do Instituto mandou publicar no jornal da família do governador Helder Barbalho a relação de requisições de pequeno valor correspondentes ao mês de junho deste ano. Pela legislação, que é rigorosamente respeitada apenas quando interessa, trata-se de uma publicação oficial obrigatória, mas, convenhamos, os tempos mudaram e a internet está aí – sem falar que avisos através de contracheques dos servidores funcionam às mil maravilhas.

Barrados no
hangar do governo

Com tantos bons serviços prestados, pela eficiência e qualidade dos serviços à população paraense, o Grupamento Aéreo de Segurança Pública, famoso Graesp, despertou a atenção de uma emissora de TV de Belém. Negocia aqui, acerta acolá, a equipe obteve autorização dos oficiais e civis responsáveis pelo Grupamento para visitar o hangar e produzir reportagem com imagens. Parecia legal para os profissionais que atuam na linha de frente do serviço: reconhecimento é bom e todo mundo gosta – menos a Secretaria de Comunicação do governo, que barrou o trabalho jornalístico sem a menor cerimônia.

Fenômeno azul
de volta ao Baenão

Fechado o protocolo que garante a volta dos torcedores ao Estádio Baenão, nesta sexta-feira, a partir das 19 horas, para o jogo contra o Náutico pela Série B do Brasileirão. Desde o início da pandemia e com as restrições impostas pelas autoridades sanitárias, jogadores e torcedores não se veem a não ser a distância; dentro de campo, não. O protocolo permite público de apenas 30% da capacidade do estádio, mas já é uma força. Resta saber se, depois da tempestade, a torcida “Fenômeno azul” terá paciência suficiente para encarar os altos e baixos que a equipe vem apresentando na competição, ou, como a equipe se comportará diante de eventuais cobranças.   

Conta do “gato”   
soma 35 mil ligações

A Equatorial não confirma, mas, em 2020, regularizou mais de 35 mil instalações elétricas irregulares, os chamados “gatos”. Essas ligações clandestinas vão para um rateio no preço final cobrado aos clientes, que nada têm a ver com os desvios. Na verdade, ligações “piratas” abusam do gasto de energia, não recolhem os impostos e comprometem a segurança do sistema, sobrecarregando os transformados e causando acidentes. A Justiça e os cidadãos devem se unir, punir os gatunos e denunciar essa prática à concessionária.

Corante natural para
avermelhar carnes

Está cada vez mais em uso na indústria alimentícia um corante natural destinado a “avermelhar” salsichas, biscoitos, leite de soja sabor morango, sorvetes de frutas vermelhas e até refrigerantes. É extraído do inseto mexicano Dactylopius coccus, popularmente conhecido como Cochonilha, que é triturado aos milhares para se obter o pigmento que potencializa cor e melhora o sabor. Detalhe: 70 mil insetos precisam ser esmagados e fervidos para a obtenção de 450 gramas deste corante.

  • Paulo Roberto Lima, novo Secretário-Adjunto de Gestão Administrativa da Segup, é a primeira pessoa não pertencente ao quadro da Secretaria a assumir o cargo. Ele será responsável pelo contrato com a empresa Dígitro.
  • Superintendente do Sistema Penal, Jarbas Vasconcelos mais que suspeita: o crime organizado está plantando informações nas redes sociais. Faz sentido.
  • O problema é que, desde que o Sistema se permitiu envolvimentos e negociações com o Comando Vermelho, fato amplamente noticiado, ficou o dito pelo não dito, passando a valer apenas as ameaças e os ataques agentes penitenciários.
  • O promotor de Justiça José Maria Gomes dos Santos é o mais novo integrante do Conselho Estadual de Segurança Pública, o Consep, presidido pelo secretário de Segurança, Ualame Machado.
Divulgação
  • O professor Wilson Caju (foto) está exultante – ele e todos os integrantes do All Star Rodas. É que a atleta paraense Vileide Brito de Almeida, a Vivi, figura como Personalidade do Basquetebol brasileiro, acompanhando os ícones Oscar Hortência.
  • O deputado federal Celso Sabino assinou ficha de filiação ao PSL.
  • Em reunião fora de agenda, o ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu ao relator da Proposta de Emenda à Constituição 110, senador Roberto Rocha, que trabalhe pela criação de um IVA com parte federal e outra regional e pela aprovação da reforma do Imposto de Renda.
  • Rocha prometeu realizar as mudanças necessárias para fazer andar as reformas. Segundo Rocha, seu texto será apresentado até amanhã.
  • O relator da PEC dos Precatórios, deputado Hugo Motta, garante que trabalhará para que o Teto de Gastos seja respeitado e indicou que não concorda com a sugestão do vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, de excluir essas dívidas da regra.
  • O acordão entre os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, da Câmara, Arthur Lira, e Guedes para a aprovação da PEC dos precatórios envolve a aprovação da Reforma do IR pelo Senado, mesmo que seja modificado.
  • O novo IR servirá para bancar o Auxílio Brasil em 2022, já que em 2021 o lançamento sairá com o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras, diz o jornal.

Deixe o seu comentário