Leonardo Boz

Leonardo Boz – CEO e cofundador da Proptech

Condomínios em Belém têm administradora 100% digital

Formato permite que moradores tenham mais clareza sobre taxas e eficiência na gestão, além de uma série de facilidades na rotina diária desses empreendimentos.

Com o avanço tecnológico impulsionado nos últimos meses – sem citar as regras de isolamento social impostas pela pandemia do novo coronavírus -, inúmeros setores passaram por mudanças em seu formato de trabalho e na adesão de ferramentas tecnológicas. Uma novidade que acaba de chegar para o setor imobiliário a Belém é a LAR.app, primeira administradora digital de condomínios, que gerencia todos os processos ao lado de síndicos de modo 100% online. 

Divulgação

“O primeiro condomínio administrado por nós na região começou a utilizar nossos serviços durante a pandemia. O local possui 70 unidades e entre os serviços que prestamos estão pagamentos e prestação de contas, realização de cotações de fornecedores (manutenção, bombeiro) e compras, comunicados e respostas de ticket gerais, aviso de infração, contratos, convenção do condomínio, assembleias e atas, entre outros”, explica Leonardo Boz, CEO e cofundador da proptech (foto).

Segundo o especialista, os moradores de condomínios ainda possuem muitas dúvidas sobre como é utilizado o dinheiro da taxa condominial e por isso a empresa uniu tecnologia à gestão para dar mais ferramentas para que os condôminos tenham clareza dos gastos e investimentos das verbas arrecadadas.

Um dos principais objetivos da administradora digital é desburocratizar e facilitar a administração de condomínios, além de reduzir custos de gestão, já que no primeiro mês um condomínio pode ter até 40% de economia e deixar as informações mais transparentes para que proprietários e inquilinos tenham em mãos todos os processos do trabalho. 

ABERTURA

Recentemente, a Prefeitura de Belém publicou no Diário Oficial do Município decreto que flexibiliza as atividades econômicas na cidade. As novas medidas incluem a realização de atividades em áreas de entretenimento e recreação em condomínios residenciais da região. Para Leonardo Boz, a atividade é positiva, desde que existam cuidado e regras pré-estabelecidas no caso dos condomínios residenciais. 

“Nós atuamos como o braço direito dos síndicos e muita vezes auxiliamos em momentos como esse, onde é preciso avaliar as situações e a realidade interna de um condomínio, como perfil de moradores, por exemplo. Estamos em contato direto com os síndicos e uma das dicas que demos neste momento é votação de abertura desses espaços, a criação de regras internas para uso de locais de lazer. Este é outro diferencial de uma administradora digital para a tradicional – o contato direto e o auxílio diário em questões tão pertinentes dentro dos condomínios” -, destaca o especialista. 

Como administradora, a LAR.app também traz outras comodidades por meio do seu aplicativo, como o envio e acompanhamento de  notificações para os clientes sobre vencimento do boleto de condomínio ou ainda entrar em contato direto com o time de atendimento para solucionar problemas ou tirar dúvidas. Pode atuar também com ações, reformas e outros serviços, utilizando a tecnologia para torná-los mais baratos. Atualmente, a LAR.app é responsável por administrar mais de 70 condomínios em São Paulo,  Curitiba e Belém.

Curta e Compartilhe!

Deixe o seu comentário