Pedras no sapato

Além do deputado Thiago Araújo, seus colegas de Parlamento Toni Cunha  e Caveira, um policial federal e outro delegado da Polícia Civil aparecem como pedras no sapato do governo do Estado. Manifestações e ações formais desses parlamentares, com pedidos  de CPI e até de cassação do mandato do governador após a recente operação da Polícia Federal têm repercutido intramuros na Alepa e atraído a atenção popular.

Turismo à moda da casa

A arte de fazer turismo no Pará é, no mínimo, esquisita. Veja-se o caso do funcionamento dos museus no âmbito da Secretaria de Cultura, a Secult. Todos os espaços estarão fechados no domingo do Círio – sem a procissão tradicional -, sendo que na terça-feira também não abrirão as portas senão para serviços de manutenção. Turistas que desejarem conhecer esses espaços nesses dias podem ir logo tirando o cavalinho da chuva.

Fundo Amazônia

O federal Hélio Leite participou de audiência com o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, para tratar de financiamento para implantação de parques ambientais em Castanhal, Santa Izabel do Pará e Curuçá. Na mesma pisada formalizou pedido ao general, presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, de reativação de financiamentos do Fundo Amazônia para custear projetos de implantação de parques ambientais já prontos para execução.

Longe do palanque

A visita do presidente Jair Bolsonaro (foto) a Breves, desde ontem, para o lançamento do programa “Abrace o Marajó”, reservou ao menos duas surpresas: a primeira, a ausência do governador do Estado, Helder Barbalho, sob a alegação de que não foi convidado – o governador visitou municípios do sul e sudeste do Pará e chegou a se mostrar em sua página no Facebook almoçando um prato à base de “galinha caipira”, em Itupiranga.

 

Sucessão na UFPA

A segunda envolve a polêmica sobre a sucessão na UFPA. Até o final desta edição, o presidente não havia dado um pio sobre a escolha do novo reitor, o que, se não ocorreu ontem e nem acontecer hoje empurrará o caso para o Consun, a quem caberá escolher o decano do Conselho para evitar que a Reitoria siga acéfala. Façam figa, senhores.

Torre de babel

A Secretaria de Educação do Pará apresentou à direção das escolas uma lista com os conteúdos mínimos que devem ser ministrados em tempos de pandemia. Em muitas escolas, porém, a pedido, os professores estavam já debruçados na organização desses conteúdos, muitos até ministrando aulas remotas, de acordo com cada planejamento. Com a nova orientação, o planejamento anterior deve acabar no lixo.

Linhas de crédito

Nada mais, nada menos do que R$ 3 bilhões do total de R$ 6 bilhões em linhas de crédito para apoiar pequenos empreendedores do Norte, Nordeste e Centro-Oeste no enfrentamento aos impactos econômicos da pandemia da Covid-19 foram contratados até o início de outubro. A Região Norte já embolsou mais de R$ 231 milhões do total de R$ 2 bilhões disponibilizados, ficando atrás do Nordeste, que captou a maior fatia do bolo.

Comida aos porcos

Depois de se negar a distribuir produtos da merenda escolar aos alunos da rede municipal, gesto denunciado ao MP por cinco vereadores de oposição, o prefeito de São Miguel do Guamá, Antônio Doido (PL), está sendo denunciado por ordenar a distribuição da mesma merenda, considerada inadequada para consumo humano, para alimentar o plantel de suínos que cria em uma das suas propriedades. A Câmara de Vereadores tem a palavra.

Turma do bico sujo

Cinco papagaios africanos foram tirados da área de visitação pública do parque de Lincolshire, na Inglaterra, por causa do excesso de palavrões. O linguajar obsceno teria raízes na pandemia. Quando chegaram ao parque, as aves foram colocadas em quarenta junto com outras que já haviam tido convivência com as pessoas. A turma aprendeu rápido e levou ao parque o dicionário pornofônico na ponta do bico.

Papo Reto

A Resolução 19218 do Tribunal de Contas do Estado não diz, nem nas entrelinhas, pois não caberia, que a corte reconhece – muito menos por unanimidade – a contratação de OS pelo governo do Pará.

A pergunta é: de onde então a agência oficial de comunicação do governo e seus parceiros tiraram essa ideia que parece mais uma forma de confundir a opinião pública?

As chuvas que têm caído nos últimos dias na Grande Belém não darão trégua neste fim de semana de Círio. É o inverno amazônico se antecipando em gotas caudalosas, segundo avaliam serviços de clima e tempo em Belém.

Em tempo de Círio, ao menos dez fábricas de tucupi cerificadas pela Adepará deverão produzir mais de 200 mil litros do produto. A produção das fabriquetas é bem maior.

Paysandu e Remo estão com eleições agendadas para os dias 3 e 12 de dezembro, respectivamente. Os candidatos, bem, serão eleitos segundo a tabela da Série C do Brasileirão.

Seja como for, os novos dirigentes terão pouco tempo para planejar o futebol 2021-2022, com um agravante: o Mangueirão estará fechado para obras até junho de 2022, no mínimo.

Dia desses, em visita a municípios gaúchos, a ministra Damares Alves exortou empresários do Rio Grande do Sul a abraçarem o programa Abrace o Marajó.

A ideia da ministra é entregar 96 mil cestas de alimentos em diversas localidades do arquipélago, depois das eleições.

Aliás, cerca de 30 mil cestas já forem entregues na região, mas a distribuição está suspensa por conta do período eleitoral, devendo ser retomada em seguida.

Deixe o seu comentário