Terça-feira, 13 de julho de 2021

Comando Vermelho monitora agentes penitenciários,

avisa, ataca e segue fazendo vítimas na Grande Belém

Impressionante como o Comando Vermelho consegue mapear os locais onde moram os policiais penais do Pará, a ponto de o seu serviço de inteligência dar um baile na Inteligência da Segurança Pública do Estado, dotada, como se sabe, até os dentes de equipamentos de ponta. Mais um agente foi vítima da facção, que, semana passada – conforme a coluna antecipou -, avisou que retomaria os ataques. Ontem, em uma emboscada, o agente Arilton Furtado foi atingido com quatro disparos de arma de fogo.

Queda e muda

Desde o início de 2021, servidores da Secretaria de Administração Penitenciária do Pará sofrem ameaças e atentados no Pará, sendo que seis servidores já foram mortos – cinco policiais penais e um motorista de escolta – e oito policiais penais foram feridos. Segundo informações preliminares, o policial penal atuava na Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel e foi atingido no momento em que saía de casa para trabalhar. Se é verdade que perguntar não ofende – e não é -, cadê a Comissão de Segurança Pública da Alepa? 

Na corda bamba

As denúncias de suposta corrupção envolvendo o presidente Jair Bolsonaro começam a repercutir mais seriamente. Para 70% da população, há corrupção no governo, 64% acham que Bolsonaro sabia dos malfeitos na Saúde e 54% apoiam seu impeachment, segundo levantamento do o Datafolha. Nos últimos dias, Bolsonaro falou que sem voto impresso pode não haver eleições no ano que vem. Foi criticado pelo atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, e pelo futuro, Alexandre de Moraes.

Quem decide

Em nota, o ministro Alexandre Moraes afirmou que ameaçar as eleições é crime de responsabilidade passível de impeachment. A polêmica acontece também em meio aos conflitos envolvendo militares e o Centrão versus CPI da Covid. O presidente do Senado afirmou, na última sexta, que a realização das eleições em 2022 é “inegociável” e que decisão sobre voto impresso será tomada pelo Congresso e ponto final.

Fogueira de vaidades

O prefeito de Marapanim, Anderson Dias, entupiu as redes sociais do município com anúncios de eventos relacionados ao aniversário da cidade, transcorrido no último dia 6. O problema é que sua imagem se confundiu com a própria imagem da cidade, tamanho foi o enfoque sobre o prefeito, e não sobre o município. A fogueira de vaidades acendeu vídeos do prefeito nas igrejas, no futebol, na orla e nas festas, mas, obra que é bom…

Fala que te escuto

Coisa rara nestes os novos tempos, o Judiciário resolveu ampliar a escuta da população sobre as suas metas nacionais. Com uma metodologia de processos participativos, a Justiça do Trabalho lançou, dia 21 de junho, a pesquisa de metas nacionais, que fica disponível no site do Tribunal Regional da 8ª Região até o dia 31 deste mês para que todo e qualquer cidadão possa participar do seu aprimoramento.

Circuito da fé

Estudos do Hospital Universitário Brigham para Mulheres, da Faculdade de Medicina de Harvard, concluíram que a fé e a espiritualidade estão enraizadas na dinâmica neurobiológica fundamental dos humanos. A tese foi publicada na revista “Biological Psychiatry”. Através de exames de imagem, os cientistas provam a existência de um circuito cerebral específico diretamente ligado à fé, localizado numa área chamada Substância Cinzenta Central.

Pulou fora

A influenciadora digital inglesa Bayley Jacob, 22 anos, do site Connecting Arrangement, “uma mulher para ninguém botar defeito”, como diria o saudoso colunista Isaac Soares, saiu às pressas da cidade de Dubai, na Arábia Saudita, para não ser presa por causa de fotos altamente sexuais publicadas no Instagram, apenas trajando maiô e biquíni. Pela lei do Islamismo, expor o corpo desta forma é prostituição e as penas são cruéis.

Pegou pesado

Para quem não sabe, Michelle Obama, mulher do então do presidente Barack Obama, foi considerada, em 2015, prostituta em artigo publicado na revista “Dabiq”, publicação árabe, que faz propaganda do grupo sunita. O texto, sob o título “Mulheres escravas ou prostitutas”, foi escrito por outra mulher, esposa de integrante da Jihad de nome Umm Sumayyah Al-Muhajirah, que defende o sequestro de jovens para serem usadas como escravas sexuais dos jihadistas.

  • Paraense relata à coluna sua indignação com o descaso para com a Estação das Docas, o “ex melhor” local de turismo, hoje “largado ao descaso”.
  • A cancela é automática, mas opera com um funcionário liberando tickets na canetada. Usar o banheiro, então, é um horror. Até o palco, que já foi atração, parou de se mover.
  • Se depender da Seduc, os alunos da rede estadual vão “ficar na broca” quando voltaram às aulas presenciais. É que a secretaria, até hoje, não depositou nenhuma parcela do Programa Estadual de Alimentação Escolar para os municípios, conforme manda a lei.
  • Leitor da coluna observa que, em Santarém, há um boom de investimentos da iniciativa privada fazendo brotar uma farmácia a cada esquina e muitos consultórios médicos faturando alto. Postos de gasolina têm sido abertos aos borbotões na cidade.
Divulgação
  • Em artigo publicado em O Liberal, o ex-deputado Arnaldo Jordy (foto) diz que o Brasil foi o País com a maior alta inflacionária entre as maiores economia do planeta.
  • Em uma clínica médica instalada à José Malcher , entre 14 de Abril e 3 de Maio, todos os consultórios têm nomes de cidades paraense, entre elas Bragança, Castanhal, Jacundá, Ourém e Soure.
  • O Shopping Metrópole, em Ananindeua, recebe de hoje até quinta, no estacionamento do piso L1, próximo à entrada do supermercado, homens e mulheres de 16 a 69 anos, pesando acima de 50 kg, interessados em doar sangue.
  • O município de Gurupá entrou para a “lista negra” dos órgãos de controle por não ter distribuído, até o momento, nenhum kit de alimentação escolar para os alunos.
  • Aliás, o município sequer abriu o pregão para compra de gêneros alimentícios para os alunos, mesmo com o MEC já tendo sinalizado aulas presenciais em agosto.
  • Afinal, como fica a situação de quem tomou vacina da Astrazeneca, aquelas que, segundo o MS, estariam vencidas, mas a prefeitura alega ter sido um mero erro de digitação?
  • O Congresso precisa concordar com redução de R$ 20 bilhões em subsídios existentes a empresas para que seja possível ao ministro da Economia, Paulo Guedes, diminuir a alíquota do imposto de renda pessoa jurídica em 10 pontos percentuais.
  • Projeto de Lei que pretende dar mais agilidade no tratamento contra o câncer para quem tem plano de saúde foi aprovado no Congresso e segue para sanção presidencial.
  • A ideia é agilizar o atendimento e promover mais segurança em tempos de pandemia, porque o acesso a esses remédios que podem ser administrados em casa reduziria a necessidade de os pacientes irem até clínicas e hospitais com muita frequência durante seus tratamentos.

Deixe o seu comentário