Quarta-feira, 14 de julho de 2021

Contrato para escuta telefônica da Segup

ganha primeiro aditivo de R$ 6,5 milhões

A parceria entre a Secretaria de Segurança Pública do Pará e a empresa Dígitro Tecnologia volta aos holofotes. Não bastasse o contrato de R$ 6. 523.298, assinado ano passado, em plena pandemia, para compra de equipamento de monitoramento de telefone, internet e redes sociais – o chamado Sistema Guardião -, acaba de ser assinado o primeiro aditivo, pelo mesmo singelo valor de R$ 6.523.298,16, o que perfaz o total de R$ 13.046.595,30, tudo com dispensa de licitação, como no primeiro caso. A geringonça, que serve muito bem para bisbilhotar a vida alheia, não parece funcionar para identificar os autores dos assassinatos cometidos por integrantes do Comando Vermelho no Pará.

De mentirinha?

O presidente Jair Bolsonaro nomeou a segunda colocada na eleição para reitor da Ufra em substituição ao professor Marcel Botelho. Herdjania Veras de Lima, que é filiada ao PSL há menos de dois anos e casada com Paulo Farias, filiado ao PT, teve apoio do Sindicato dos Professores na eleição, na qual ficou em segundo lugar, atrás da professora Janae Gonçalves e à frente da professora Ruth Helena Almeida. Herdjania assume no próximo dia 6, apesar das dúvidas sobre se é filiada ao PSL ou apenas faz de conta. O tempo dirá.

O avião do prefeito

O juiz Adriano Pinto de Oliveira, da 1ª. Vara Criminal de Birigui, SP, nomeou a Map Transportes Aéreos Ltda. fiel depositária do avião Cirrus, Modelo SR22GTS, ano 2006, prefixo PP-OLA, apreendido na investigação que envolve Cleudison Garcia Montali e a máfia das OS que teriam desviaram milhões da verba da saúde destinada ao combate à Covid-19 no Pará através de contratos com a Sespa todos chancelados pelo Estado.

Dinheiro da saúde

A aeronave, que está no nome do atual prefeito de Tucuruí, Alexandre França Siqueira, do MDB, foi objeto de sequestro durante a “Operação Raios-X”, da Polícia Federal, Ante a existência de indícios veementes de ter sido adquirida com dinheiro desviado da saúde pública por integrantes de organização criminosa denunciada no processo.

Ao relento, no hangar

A PF relatou no pedido chancelado pelo Ministério Público Federal que, desde sua apreensão, o avião encontra-se no hangar de propriedade da Map, no Aeroporto Internacional de Belém, sem qualquer contrato de hangaragem, ocasionando a geração de passivo à empresa, o que pode levá-la à colocação do avião em pátio remoto e a céu aberto.

Deixa que eu cuido

Em petição dirigida à PF, acatada pela Justiça, a empresa compromete-se a manter a aeronave em perfeito estado de conservação e utilidade, arcando com a cobertura de seguro e estacionamento, assegurando ainda que não haverá a cobrança de valores pretéritos ou futuros de hangaragem.

Sequestro mantido

Em contrapartida, obteve autorização para utilizar a aeronave em voos não comerciais de interesse do grupo empresarial. Na mesma decisão, o magistrado manteve o sequestro dos outros bens apreendidos na operação da PF: uma Toyota Hilux SW4, placas GDF6690, ano 2016, e um Caoa Cherry Tigo 5x, placas RBL7B60, ano 2019/2020.  

O “salve” da hora

Em novo “Salve” divulgado ontem, o Comando Vermelho “esclarece algumas situações”, destaca que não está lutando por visitas íntimas; visitas de advogados sem agendamento ou biometria; lutando contra os procedimentos do manual de procedimentos da SEAP ou mesmo da unidade de segurança máxima. O que a organização quer, de acordo com o “Salve”,  é  “respeito, fim das mentiras faladas pelo Secretário da Seap e os direitos básicos dos detentos contidos na legislação brasileira”.

Direitos básicos

A organização também alega que seus integrantes estão desnutridos, sujos, sem acesso a remédios, até mesmo pasta de dente  e outros itens básicos de higiene e limpeza, além de estarem sendo humilhados e torturados como nunca antes. Ao final, salienta que a luta não é por regalias, e sim por direitos contidos na lei, e enfatiza que não irá recuar até que suas reivindicações sejam atendidas.

  • O que está ruim tende a ficar pior: áudio que circula nos meios policiais apontam novas ameaças contra policiais penais e militares do Estado provenientes do CV de Manaus.
  • A ordem é para que se adotem cuidados extremos, inclusive nos sinais de trânsito. Suspeita-se que as mortes ocorridas nas últimas 48 horas estejam relacionadas à nova onda.
  • O Cadastro de Licenciamento de Empresas da Prefeitura de Belém, que funcionava no Espaço da Palmeira, passou a atender em um casarão na Praça das Mercês, no centro da cidade. 
Divulgação
  • O presidente do Simineral, Anderson Baranov (foto), foi indicado para um assento no Conselho de Mineração da Confederação Nacional da Indústria.
  • O Conselho reúne os principais executivos do setor mineral brasileiro para identificar oportunidades para melhorar o ambiente de negócios o setor de mineração.
  • Em nota, a Amepa manifesta posicionamento contrário às declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre supostas falhas de segurança no sistema eleitoral, em especial com relação ao uso de urnas eletrônicas.
  • Para o Palácio do Planalto, é do ministro da Economia, Paulo Guedes, a responsabilidade por erros de calibragem nas alíquotas e outros problemas na proposta com mudanças no Imposto de Renda.
  • Em reunião com empresários, Guedes disse que o projeto do IR deve ser analisado apenas após o recesso e defendeu manter em 20% a taxação de dividendos.
  • De olho na vaga do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, que se aposentou ontem, o advogado-geral da União, André Mendonça, tem se reunido com senadores pela indicação ao posto.
  • Ganhou repercussão nacional a ampliação da vacinação em São Paulo para todos os adultos acima de 18 anos até 20 de agosto, e para adolescentes de 12 a 17 anos até o fim de setembro.
  • A ordem no Congresso Nacional é trabalhar para aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022 até a sexta, garantindo recesso parlamentar e suspensão, por duas semanas, da CPI da Covid.

Deixe o seu comentário