Secretário de Segurança Pública e Defesa Social, o delegado federal Uálame Machado costuma dizer que a “violência está sob controle no Pará”, informação que o Fórum Brasileiro de Segurança Pública contraria, em relatório divulgado no último sábado/Agência Pará.

Pará, Acre e Amapá são os três Estados com os maiores índices de violência na chamada Amazônia Legal. Os dados constam de relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, publicado no último sábado, e colocam em cheque, no caso do Pará, os números que vêm sendo divulgados seguidamente pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do governo do Estado.

2020, o ano que não existiu

Conforme a coluna tem divulgado, os levantamentos da Segup envolvem números coletados em 2019 e neste ano, ignorando o ano de 2020, resultando em redução de índices da violência, como o número de mortes em confronto com a Polícia. Que dizer, conforme a propaganda – muito bem paga – do governo Helder Barbalho, corroborada com a fala do secretário de Segurança, Uálame Machado, “a violência no Pará está sob controle”. Não está não.

Além da média nacional

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou um raio x da violência na Amazônia, no qual aponta que os municípios que integram a Amazônia Legal registraram 8.729 assassinatos em 2020, o que representa 30 mortes para cada 100 mil habitantes, bem acima da média nacional, que é de 23,9 homicídios para cada 100 mil habitantes. O documento atribui esses números alarmantes o tráfico de drogas e ao aumento do desmatamento, além dos conflitos de terras na região.

Deixe o seu comentário