Uma das mais poderosas secretarias do governo, a Setran se notabiliza por denúncias escândalos dentro e fora de suas dependências/Agência Pará

A Secretaria de Transporte do Pará vai acabar chamando o Corpo de Bombeiros para evitar a propagação do incêndio provocado em uma de suas diretorias. O intenso calor das chamas incomoda tanto os servidores próximos quanto o pessoal que atua na portaria. O incômodo decorre do fato de que alguém entrou em gozo de férias na Secretaria levando o carro de uso exclusivo em serviço e, não bastasse, o cartão de abastecimento de combustível. Uso e abuso de bens públicos não se restringe a apenas um na Secretaria.

Saída do caos da BR em
obras passa pelos portos

Para fugir do caos da entrada de Belém pela BR-316, com as obras da BRT Metropolitano, muitos motorista que vêm do interior do Estado estão optando pelo transporte fluvial de Barcarena à capital, feito em menos de uma hora, com viagens ininterruptas dia e noite. Quatro empresas, detentoras da concessão, mantêm fluxo de saída de hora em hora, evitando filas e demoras nas viagens.

Nada acontece de novo
nas estradas federais

Nem o derrocamento do Pedral do Loureço, tampouco a duplicação da BR-316, a conclusão da BR-230, a Transamazônica, e muito menos a retomada das obras da BR-308, entre outras. Nada disso andou nos quase três anos do governo Bolsonaro, que asfaltou os últimos 130 quilômetros da Santarém-Cuiabá, a rodovia  da soja,  com mais de mil quilômetros para chamar de sua. Do ano que vem, ano eleitoral, não se deve esperar mais.

Deixe o seu comentário