Operação garante
segurança no comércio

O 2° Batalhão da Polícia Militar monta uma operação de segurança para a época natalina com apoio do Sindicato dos Lojistas de Belém e entidades comunitárias que vivem no entorno das ruas de comércios e shopping, como nos bairros Campina e Cidade Velha, área central da cidade. O comandante do batalhão,  tenente-coronel Marcelo Rego, reuniu as classes interessadas para elaborar o projeto que irá combater a prática de delitos durante o período, quando consumidores distraídos costumam ser alvos fáceis para a malandragem.

Favores da lei

Deve aterrissar na Corregedoria do TJE do Pará o caso de um juiz lotado em comarca do oeste paraense cuja esposa, não concursada, foi contratada para trabalhar na prefeitura. Mais grave ainda: a contratação ocorreu em pleno período eleitoral,  em que, por força de lei, o gestor municipal fica proibido de contratar ou demitir funcionários. O caso corre de boca em boca nos quatro cantos do município e – devido à grande repercussão – deixa em saia justa o Executivo e o Judiciário.

Rigores da lei

Não bastasse a flagrante promiscuidade entre Poderes, o magistrado ainda atua como braço político do prefeito, tendo indeferido o registro eleitoral do candidato adversário. Advogado da área eleitoral já representou contra o juiz, assinalando que o mesmo “extrapola todas as esferas da razoabilidade de paridade de armas”, chegando ao cúmulo de dar entrevistas sobre a candidatura indeferida, o que fere de morte as regras que regem a magistratura no tocante à impessoalidade.

Dados das urnas

Cerca de 450 técnicos responsáveis pelo envio dos dados das urnas no final das eleições passaram por treinamento neste mês em Belém, Santarém e Marabá. Serão os responsáveis pelo assessoramento das zonas eleitorais para acesso ao satélite e encaminhamento do conteúdo das mídias ao Tribunal Superior Eleitoral, que neste ano adota a inédita posição de computar todos os votos e informar os resultados aos TRE’s.

Grupo de risco

O TRE do Pará está bastante atento a possíveis situações de aglomeração nas eleições do dia 15 deste mês e reitera que o horário de 7h às 10h é recomendado aos eleitores com mais de 60 anos. Os demais integrantes dos grupos de categorias especiais, como gestantes e portadores de deficiências continuarão como grupo preferencial, mas a recomendação é que busquem horário diferente do início da manhã.

Mil ações

Empresa do sudeste do Pará, a Gugigui Móveis Ltda. entrou com mais de mil ações de execução de uma tacada só no Juizado Especial de Curionópolis, região sudeste do Estado, cobrando devedores. Como as ações vão tramitar no Juizado, a empresa está isenta do pagamento de custas processuais. As más línguas dizem que a empresa credora encontrou um meio de se livrar das despesas processuais que, por sinal, não são nada baratas.

Haja compra

O Hospital Regional de Conceição do Araguaia publicou nova dispensa de licitação no Diário Oficial do Estado, agora para comprar, com dinheiro da Covid-19 e valores absurdos, nada menos do que R$ 900 mil em materiais hospitalares. A favorecida é a empresa L.E de Brito, que tem capital declarado de apenas R$ 100 mil e não é licenciada pela Anvisa, conforme exige a Vigilância Sanitária do Estado. Aliás, o fornecedor sequer tem em seu rol de atividades a venda de materiais de uso hospitalar. Muito estranho.

  • O que se diz é que está sendo dura, muito dura a vida do diretor do Centro de Perícias Renato Chaves, Celso da Silva Mascarenhas.
  •  Faz sentido: além da demanda normal ao ofício, há perícias muito complicadas a serem feitas e os resultados nem sempre são os esperados – ou planejados.
  • O Detran literalmente voltou as costas para a Grande Belém neste feriadão de Finados. Sábado, parte da região virou uma balbúrdia geral.
  • Na área do Coqueiro, por exemplo, ninguém se entendia, durante toda a manhã e parte da tarde, no cruzamento da Rodovia 40 Horas com Independência.
  • O parte interna do estacionamento de um atacadão na esquina virou rota de fuga para o engarrafamento que fechou o tráfego para a Cidade Nova e adjacências.
  • O Centro Internacional de Negócios da Fiepa abriu as inscrições para o curso de Drawback, uma espécie de novo regime aduaneiro.
  • O mecanismo permite a redução, suspensão e isenção de taxas, além da desoneração de impostos nas importações e aquisições internas vinculadas a compromissos de exportação.
  • Motoristas de aplicativo da Grande Belém planejam aderir a uma paralisação nacional para chamar a atenção de empresas para melhores condições de trabalho.
  • Os motoristas decidiram que não vão atender os passageiros no dia 9 deste mês em protesto contra a redução na taxa de remuneração por parte das empresas.
  • Erramos: ao contrário do que a coluna publicou no fim de semana, a Academia Paraense de Letras tem eleições marcadas para os dias 10, 12,  17 e 19 deste mês.
  • Duas pesquisas contratadas recentemente colocam o prefeito de Soure, no Marajó, Guto Gouvea, nos chamados píncaros da glória política.
  • Em outubro, o candidato subiu de 56% para 69% de intenção de votos, enquanto seu concorrente, Nick do PT, caiu de 28% para 23%.
  • Os demais candidatos não chegam a 5%. As pesquisas estão devidamente registradas no Tribunal Regional Eleitoral.

Deixe o seu comentário